Rota Templária

Faça uma viagem no tempo e aprenda sobre a história dos Cavaleiros Templários

 

Sobre

Esta será uma viagem no tempo, onde poderá conhecer um pouco mais da historia dos Cavaleiros Templários, homens que eram simultaneamente Cavaleiros, Guerreiros e Monges.

​Os Templários tiveram um papel importante em todas as grandes épocas e batalhas de Portugal, desde a fundação do país com D. Afonso Henriques até aos Descobrimentos. A sede dos Templários e, mais tarde, da “Ordem de Cristo” instalou-se em Tomar, tornando-se esta a capital Templária de Portugal e Espanha e uma das mais importantes no mundo medieval.

O primeiro ponto de paragem será no Castelo de Almourol, com características das fortificações templárias, concluído em 1171, e localizado numa pequena ilha no meio do rio Tejo, apenas acessível de barco, incluído neste passeio, uma viagem num barco movido a energia solar que desliza tranquilamente pelas águas.

De seguida visitaremos Tomar, cidade templária, onde Gualdim Pais o Grão-mestre templário fundou o Convento de Cristo em 1162, que ainda conserva recordações dos monges-cavaleiros. Este edifício é Património da Humanidade classificado pela UNESCO.

Tambem nesta cidade temos a Igreja de Sta Maria dos Olivais, erguida no século XII, foi a sede da Ordem dos Templários no país, tendo servido como panteão dos mestres da Ordem, e a igreja de São João Batista, ambas classificadas como Monumento Nacional em 1910.

A Sinagoga de Tomar construída entre 1430 e 1460, com 9,50 metros de fundo por 8,25 de largo, deve a sua existência ao Infante D. Henrique, enquanto governador da Ordem de Cristo no século XV, foi o grande promotor da fixação dos judeus em Tomar, dando-lhes uma rua para aí constituírem o seu bairro e terem a sua sinagoga.​

O Castelo de Tomar e Convento de Cristo, sede das ordens religiosas e militares do Templo e de Cristo. Pela mão do metre templário D. Gualdim Pais, fundou, em 1160, o castelo e vila de Tomar, classificada como património da humanidade e património mundial da UNESCO, em 1983.

A cerca conventual é uma vasta área rural conhecida, desde os primórdios do povoamento templário da região, como o Lugar dos Sete Montes. Sobre o vale dos Pegões, em 1619 surge arquitectura e na paisagem conventual uma grandiosa obra de engenharia hidráulica que percorre uma extensão de cerca de 6 quilómetros, dispondo de um total de 180 arcos para as passagens aéreas da conduta. O aqueduto dos Pegões, constituído por 58 arcos de volta inteira, na zona mais funda do vale assentam sobre 16 arcos quebrados, por sua vez erguidos sobre imponentes maciços de alvenaria.

TDP_A&S_Print_Original.png

Preços

Grupo de 2 pessoas: 230 € p.p
Grupo de 3 pessoas: 165 € p.p
Grupo de 4 pessoas: 130 € p.p
Grupo de 5 pessoas: 110 € p.p
Grupo de 6 pessoas: 100 € p.p

Grupo de 7 pessoas: 90 € p.p

Grupo de 8 pessoas: 81 € p.p

  • 50% desconto para crianças (6-12 anos)

  • grátis para bebés (0-5 anos)

Todos os preços incluem:

  • Pick-up e drop-off no hotel

  • Condutor / guia local

  • Transporte privado

  • Passeio de barco no Rio Tejo (Almourol)

  • Seguros

  • Wifi grátis

  • Água fresca

Nāo incluído no preço:

  • Refeições

  • Bilhetes para monumentos

Duraçāo:

  • Hora de início 9:00

  • Hora final prevista 18:00

Recomendações:

  • Roupas e calçados apropriados para a época do ano

  • Sapatos confortáveis para caminhar

  • Protetor solar

  • Câmera

Idiomas do guia:

  • Português

  • Inglês

  • Espanhol

Por favor, lê os nossos Termos e Condições antes de fazeres a tua reserva.